O trabalho do redator publicitário é parecido com o de um mergulhador

Sento na frente do computador e me transformo.

Calma! Não tenho nenhum transtorno de personalidade que deve ser acompanhado com atenção.

Produzir conteúdos para outras pessoas/empresas exige que eu me distancie de mim mesmo. Não sou mais eu que estou ali escrevendo. É o outro, um olhar que não é o meu.

Não vejo problema. Aliás, aprendo sobre assuntos que desconhecia. Já sei bastante sobre Invisalign, ataduras para cobrir ferimentos e técnicas de limpeza energética.

Tem muito mais, é que não lembro.

Escrever pelo outro pode ser cansativo, mas é uma lição de empatia. É mergulhar num mundo que não é o seu. É uma passagem, algo provisório, mas que enriquece.

É como um mergulho: uma hora acaba e logo voltamos a superfície. Só que a gente nunca mais esquece o que viu no fundo do mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s